Chá de bebê: por que vale a pena fazer? - Mais Abraços
  • Frete grátis acima de R$150 (Sul e Sudeste)
  • Pague em até 3X no cartão de crédito(acima de 150 reais)
  • Minha Conta
  • Meu chá
  • Assinatura

Chá de bebê: por que vale a pena fazer?

A partir do momento em que visualiza as duas listras no teste, confirmando a gravidez, até o nascimento do bebê, você viverá semanas intensas, todas repletas de novidades, inseguranças, preparativos e muito planejamento. Passa rápido. A barriga cresce em um piscar de olhos, a disposição diminui e, muitas vezes, alguns sonhos ficam pelo caminho.

O desejo de toda grávida é que o chá de bebê não esteja nessa lista, sendo descartado por falta de tempo ou pelo trabalho de organizar a comemoração. Além de ser uma tradição, esta é uma chance única de reunir amigos e familiares para festejar a chegada do seu filho. “É uma ótima oportunidade para dividir sua felicidade com as pessoas queridas e registrar o momento para mostrar à criança no futuro”, diz a designer Suellen Kuhn, da empresa Amiga de Festa, especialista em organizar eventos.


Quem convidar

E ela não precisa ser uma superprodução. Uma festa enxuta já será suficiente para dividir essa alegria e guardar esse momento do barrigão na memória. Para isso, priorize familiares e amigos mais próximos na lista de convidados. “Colegas e parentes distantes podem ser avisados carinhosamente sobre o nascimento do bebê, mas a etiqueta diz que os convidados para esse tipo de evento são pessoas que estiveram próximas durante a sua gestação”, explica a personal organizer Elaine Gouveia, da Ego Baby Planner.

Se a turma do trabalho for extensa, procure reuni-los em um chá de fraldas no próprio ambiente profissional. “Peça para um amigo ajudá-la a organizar para não ficar sobrecarregada”, completa Elaine.


Lista de presentes

Na busca por praticidade, escolha uma loja física ou virtual para fazer a lista de presentes. “A etiqueta não condena a prática e, dessa forma, você facilita a sua vida e a dos convidados. Deixe apenas os itens mais caros, como carrinho, babá eletrônica e banheira de fora para evitar saias-justas”, explica a advogada Marina Xandó, editora do blog Ask Mi e idealizadora do concierge maternidade Ask Mi.

Se optar por um chá de fraldas, a melhor maneira é especificar a marca e o tamanho no convite para acertar no planejamento. Hoje, você encontra ainda mais uma facilidade, que é a de fazer sua lista no próprio site da marca de fraldas, contando com a vantagem de não precisar estocar o produto em sua casa, nem precisar trocar o tamanho – acredite, vai parecer um caminhão de fraldas! A empresa se responsabiliza por enviar os tamanhos corretos à medida que o bebê precisar. A modernidade permite e todos vão agradecer.


O que servir

Comece o planejamento definindo o horário da festa. “Lembre-se que no fim de um dia puxado, você pode estar inchada, cansada e indisposta. Por isso, privilegie a comemoração pela manhã ou na hora do almoço”, alerta Elaine.

Se decidir comemorar logo cedo, a melhor pedida é um brunch, que combina o café da manhã com o almoço e costuma acontecer entre 10h e 11h, mas o mesmo cardápio também funciona à tarde, entre 15h e 17h. Você pode oferecer pães, queijos, tortas doces e salgadas, frutas, bolos, omeletes, saladas e sanduíches. Entre as bebidas, café, leite, chá, sucos, refrigerante e água. “Se decidir incluir bebida alcoólica, o espumante combina com o cardápio e ainda faz bonito na hora do brinde”, diz a designer Suellen.

Caso prefira reunir os convidados na hora do almoço, as opções de cardápio são inúmeras, mas as mais comuns, econômicas e menos trabalhosas são churrasco, ilha de massas e crepes. “Capriche nas opções de saladas e acompanhamentos no caso do churrasco e incremente a mesa de doces. O sucesso é garantido”, completa Elaine.


Decoração

Outro ponto importante é a decoração. “Peça ajuda a algum parente ou amigo e defina um tema, nem que seja apenas uma paleta de cores. Dessa forma, fica mais fácil buscar objetos para montar a mesa”, aconselha Suellen. Você pode aproveitar bules, xícaras e outros utensílios que tem em casa para criar arranjos ou acomodar docinhos.

Se a ideia é não ter muito trabalho e ainda economizar, escolha arranjos simples, com flores como o mosquitinho (também conhecida como branquinha, cravo-de-amor, gipsófila ou véu-de-noiva), margaridas ou flores do campo, que causam um efeito bem bonito e têm bom preço. Outra boa ideia é investir em balões, que enchem os olhos e são clássicos em qualquer decoração. Aposte em combinações de tons diferentes para um efeito mais bonito.

E se, por acaso, você engravidar de novo, faça um esforço para promover uma comemoração, por mais simples, familiar e intimista que seja. Peça para os avós ou tios ajudarem na organização se você estiver muito atarefada com os cuidados com o primogênito. Será bom até para ele, que pode ser envolvido na elaboração da festa e, assim, se preparar melhor para a chegada do novo membro da família. E, no futuro, o caçula vai ficar muito feliz de ter sido festejado como o primeiro, inclusive pelo irmão mais velho!

Buscar