Como falar com meu bebê

Qual é a melhor maneira de falar com seu bebê?

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Sexta-feira 11 Setembro, 2020 // #estagios, #estimulacao, #bebe

QUAL É A MELHOR FORMA DE FALAR COM SEU BEBÊ?

A personalidade se reflete na linguagem e é durante os primeiros meses do seu bebê que ele vai absorvendo as habilidades de comunicação com as quais vai interagir com o mundo. Por isto, é muito importante que você preste atenção em como fala com o seu filho, para impulsionar positivamente o seu desenvolvimento.

As opiniões se dividem se é bom ou ruim falar com seu bebê como se você fosse um bebê, por isto dividimos duas posições para que você possa extrair o melhor de cada uma em benefício do seu filho:

Achamos que falando com diminutivos ou imitando os sons do bebê estamos expressando nosso carinho, mas, de acordo com um estudo realizado pelo Instituto de Ciências do Cérebro Iken do Japão, esse tipo de comunicação não é muito claro para ele e, mais que ajudá-lo, isto o confunde.

Nesse estudo, eles analisaram 22 mães japonesas em momentos diferentes: quando falavam com outros adultos e quando se comunicavam com seus filhos. As gravações dessas falas resultaram em uma mensagem menos clara do que a dos adultos transmitida às crianças. A conclusão foi que falar com a voz de uma criança não é o mais adequado para o desenvolvimento do bebê.

 

Recomendaciones para hablarle a los bebés

Do outro lado da moeda, outros estudos revelam que o uso da voz de uma criança ou o uso de onomatopeias, como gua gua ou chu chu, também tem um efeito positivo nas crianças. A pesquisadora Christina Royer, da Universidade de Maryland, conduziu o seguinte experimento:

Ele gravou 30 crianças de 7, 10 e 11 meses brincando com seus pais. Os pais não sabiam o motivo do estudo, eles foram simplesmente convidados a interagir com seus filhos como normalmente fariam. Por 2 anos, o vocabulário das crianças foi monitorado. Royster e sua equipe descobriram que as crianças com quem se falava em linguagem infantil tinham melhores habilidades de linguagem aos 2 anos de idade.

Em vez de escolher uma posição ou outra, é melhor ter um equilíbrio entre falar com o bebê como sendo um bebê e falar com ele como um “adulto”. A linguagem e a forma como ele aprende a comunicar-se é imitando o que vê ao seu redor, o que se refletirá em seu jeito de ser no futuro e na forma como se expressará com os outros.

Ademais, deve-se ter cuidado para não discutir ou dizer palavrões na frente do pequeno, pois isto pode causar insegurança nele, o que pode afetar seu jeito de ser no futuro. O importante é ter conversas frequentes e afetuosas com seu bebê, pois isso ajudará a fortalecer sua segurança.

Por fim, não se esqueça de prestar atenção nele quando ele “falar” com você, olhando-o no rosto, sempre respondendo com entusiasmo ao seu balbucio, para que ele não só desenvolva sua linguagem, mas também seus sentimentos de confiança.