Criança com papai e mamãe interagindo com o gatinho da família

Como promover a interação segura entre o seu bebê e os animais de estimação da casa?

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Terça-feira 24 Março, 2020 // #higiene, #bebe, #seguranca, #saude

Sabemos que os animais de estimação ocupam um lugar muito importante em muitas famílias. Além de nos fazer rir, são uma grande companhia e podem diminuir o estresse e a ansiedade, melhora a saúde mental e do coração e, inclusive, ajudam às crianças com as suas habilidades emocionais e sociais. Com o tempo a criança aprende a cuidar, a brincar e a responsabilizar-se pelo animal que não é um brinquedo.

Mas, o que acontece se você tem um bebê em casa? Aqui contamos para você tudo que deve ser considerado.

Atente-se para a interação segura entre o seu bebê e os animais de estimação da casa

  • A chegada de um bebê a casa muda a dinâmica familiar e isto poderia influenciar no comportamento do seu animal de estimação. Consulte com o veterinário o que você pode fazer caso o seu animal de estimação for muito territorialista.
  • O mais importante é que o seu animal de estimação tenha todas as suas vacinas e esteja desparasitado.
  • Se o seu cachorro ou o seu gato acostumava dormir na sua cama, desacostume-o antes da chegada do bebê.
  • O pelo de cachorros e gatos, assim como a saliva e a descamação da sua pele, podem provocar alergias. Não se trata de erradicá-los da casa, mas sim de definir espaços, desta maneira o bebê estará exposto à menor quantidade possível de alérgenos.
  • Evite que lambam o bebê pois poderiam transmitir-lhe germes ou bactérias.
  • Nunca deixe o seu bebê sozinho com o seu animal de estimação.

Laços de amor entre os dois

E o que acontece se tenho um bebê e quero adotar um animal de estimação?

  • O mais recomendável é adotar um filhote, desta maneira será mais fácil que tanto o seu filho como o novo animal de estimação se adapte um ao outro.
  • Ensine ao seu filho que o novo animal de estimação não é um brinquedo e que deve ser tratado com carinho e respeito, lembre-se que ele nunca é muito pequeno para aprender a cuidar dos animais.
  • Delimite os espaços do seu animal de estimação e ensine ao seu filho que ele não deve interromper o animal de estimação quando este estiver comendo pois isto poderia incomodá-lo.

O melhor para que o seu filho e o seu animal de estimação convivam sadiamente é garantir uma boa higiene e ensinar ao seu filho o respeito pelos animais. A não ser que o seu bebê tenha alguma reação alérgica provocada pelo animal de estimação ou este representar um perigo para ele, não há razões pelas quais não possa compartilhar a sua casa com eles.