Bebê dormindo com sua chupeta

Passo a passo para ajudar o seu filho a deixar a chupeta

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 25 Março, 2020 // #estimulacao, #estagios, #desenvolvimento

Quando o seu bebê chega ao mundo nasce com um forte reflexo de sucção, que além de permitir que ele se alimente, tem um efeito calmante e tranquilizante para ele. A American Academy of Pediatrics recomenda o uso de chupetas para estimular este reflexo e acalmar o bebê entre as refeições ou para ajudá-lo a dormir. Porém, alguns especialistas no sono garantem que este efeito calmante desaparece perto dos quatro ou cinco meses, assim sendo propõem essa faixa de idade como um bom momento para deixar a chupeta.

É recomendável que o seu bebê deixe a chupeta ao completar dois anos. Um estudo da Universidade de Washington indicou que o uso da chupeta durante muito tempo pode aumentar as possibilidades de que as crianças desenvolvam transtornos da fala, por essa razão, é muito importante limitar o seu uso depois desta idade.

A idade certa para tirar a chupeta

Passo a passo para ajudar o seu bebê a deixar a chupeta

  • Estabeleça limites: onde e quando o seu filho pode usar a chupeta. Preferivelmente, deve ser só na hora de deitar-se e no seu berço. Com isto aos poucos deixará de associá-la a outros momentos do dia ou a outras atividades.
  • Encontre a hora certa: é mais fácil que se separe da chupeta quando ainda não é capaz de comunicar-se verbalmente com você.
  • Use esse truque infalível: algumas mães aconselham a fazer um furo na parte superior da chupeta, isto reduz a sua capacidade para sugá-la e a torna menos agradável. Muitas crianças perdem o interesse neste objeto uma vez que já não podem usá-lo com facilidade.
  • Seja honesto sobre o momento: prepare-se para ser muito paciente e apoiar o seu filho durante a transição, mas precisa conscientizá-lo de que a chupeta já não existe mais.
  • Entenda o momento: a chupeta é uma fonte de comodidade para uma criança pequena assim que trate de não tirá-la num momento no qual estiver acontecendo outros eventos importantes como uma mudança de casa ou a chegada de um novo bebê.

Finalmente, lembre-se que a chave para ajudar o seu filho a superar cada etapa do seu desenvolvimento é a paciência, e sobretudo o seu carinho!