Menino abraçado com seu irmão mais velho

6 importantes questões a considerar antes de tomar a decisão de ter o segundo filho

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 25 Março, 2020 // #gravidez, #maternidade, #emocoes, #filhos

A resposta ao dilema de “ter ou não o segundo filho” pertence ao casal. Alguns casais preferem esperar até o seu filho mais velho completar 5 anos idade a qual tem mais autonomia e não exige tanta atenção e cuidados. Outros, acreditam que quanto mais próxima a idade, mais serão amigos e companheiros de aventura. Um argumento que destaca ao segundo argumento é que o trabalho acontece de uma única vez.

Sabemos que a decisão de ter outro filho implica uma grande responsabilidade e que há muitos aspectos que devem ser considerados. Por isso, apresentamos um guia de 6 pontos que você deve considerar antes de tomar esta importante decisão para você e a sua família.

1. Qual o momento certo para ter outro filho?

Em realidade, não há tempo ideal nem diferença de idade recomendada. Algumas mamães planejam e outras só ficam grávidas mais cedo ou mais tarde do que esperavam. Também não há tempo ideal em relação a sua carreira, o dinheiro ou do desenvolvimento do seu primeiro filho. Decidir ter outro bebê (o seu segundo, terceiro ou quarto) é uma decisão muito pessoal que dependerá em grande parte de que você se sinta preparada para dar a outro bebê todo o seu carinho e receber a um novo integrante da família da melhor maneira.

2. É preciso estar em sintonia

Preferivelmente, tanto você como o seu companheiro devem sentir-se preparados para dar este passo. Ainda que vocês podem estar de acordo sobre ter outro bebê, nem sempre coincidem em quando será o momento para isso. Esta é uma grande oportunidade para expor a sua visão e expectativas em relação à família.

3. Aproveite cada segundo

Uma das grandes vantagens de uma segunda gravidez é que você já está familiarizada com as mudanças no seu corpo e o conhece melhor, o que permitirá que você retome esta experiência com mais tranquilidade, pois muitas das dúvidas e medos provocados pelo nervosismo da sua primeira gravidez já ficaram para trás.

Agora você tem mais experiência

4. A segunda gravidez

A propósito de experiência, a sua segunda gravidez, também, dá para você a possibilidade de planejar aquelas coisas que talvez durante a sua primeira gravidez não teve oportunidade de proporcionar ao seu bebê. Agora que você já sabe exatamente do que vai precisar, será mais fácil antecipar-se.

5. Ajuda adicional

Além do muito que as visitas ou os seus familiares podem fazer por você e, dependendo de que tão grande seja a diferença de idade, assim como da ajuda que tiver em casa ou da dinâmica da sua rotina, considerar uma creche para o irmãozinho mais velho pode ser útil.

6. O novo irmão mais velho

Independentemente que você tenha o apoio de uma creche ou não, o importante nesta etapa é que o irmão mais velho se sinta seguro do seu carinho e muito feliz. Nós daremos alguns conselhos para que assim seja!