Preparação cordão umbilical de um recém-nascido

Higienização do cordão umbilical

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 7 Outubro, 2020 // #recem-nascido, #bebe, #cuidados, #higiene

Depois do parto, o recém-nascido conserva uma parte do cordão umbilical. Ao longo deste artigo explicamos como tocá-lo e realizar uma limpeza adequada, para facilitar a cicatrização.

O bebê recém-nascido precisa de cuidados especiais nos seus primeiros dias. Um deles se concentra na higiene do cordão umbilical, que, até a sua queda, deve ser higienizado em cada troca de fralda.

Não tenha medo de higienizar o cordão umbilical

Em geral, no momento da alta, a parte superior do cordão já está seca. Entretanto, é possível perceber que a base ainda permanece úmida e amarelada. Ainda que a área vá secando aos poucos, para acelerar este processo e evitar possíveis infecções, o ideal é posicionar a pinça plástica para cima e utilizar gaze estéril com álcool a 70% para limpar o cordão.

É importante deixá-lo ao ar livre para uma rápida cicatrização, logo, o é ideal usar fraldas com corte umbilical. Neste processo de higiene o seu bebê não sente dor, mas a sensação de frio na barriga pode provocar o choro. De toda maneira, é necessário observar para que a área não esteja:

  • Avermelhada
  • Inchada
  • Com secreções
  • Com mau cheiro

Se você observa algumas destas características, consulte rapidamente o pediatra.

A queda do cordão umbilical

Entre os cinco e quinze dias de vida do recém-nascido, o cordão umbilical termina de desprender-se; se você observar que a base ainda permanece úmida, é recomendável continuar higienizando a área até que fique seca.

Nessas primeiras semanas de nascido, também pode acontecer que depois da queda apareçam algumas gotas de sangue. A respeito do atraso na queda do cordão, pode ocorrer por várias razões, mas, em geral, acontece por um excesso de umidade.