Desconforto frequente do bebê

Entendendo os sinais do seu bebê

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 7 Outubro, 2020 // #recem-nascido, #cuidados, #saude

Como saber que o seu bebê não se sente bem?

Às vezes, sobretudo quando você é mãe de primeira viagem, não é tão fácil compreender a linguagem do seu bebê e é muito normal que seja difícil de entender se ele não se sente bem, distinguir quais comportamentos podem ser considerados normais e quais não. Antes de tudo, você deve saber que cada bebê é distinto e que todos se comunicam de maneira diferente.

A boa notícia é que conforme passem mais tempo juntos, se conhecerão melhor e cada vez será mais fácil identificar se algo anda mal. Fique tranquila, é só questão de tempo! Enquanto isso, há sinais que poderiam advertir você de que o seu bebê está começando a ficar doente ou que há algo que o está incomodando, além dos gases, cólicas ou mal-estares próprios dos recém-nascidos.

Estes são os sinais aos quais você deve estar atenta:

  • Não aumenta de peso nas próximas duas semanas desde que chegou à casa;
  • A sua pele tem uma coloração amarelada, que não diminui com o transcurso dos dias;
  • Respira com muita dificuldade enquanto é amamentado ou se cansa tanto que não termina de comer;
  • A sua respiração se interrompe continuamente enquanto está dormindo;
  • Não se sobressalta nem acorda quando escuta ruídos muito fortes;
  • A sua temperatura corporal chega aos 38 graus centígrados;
  • Não suja a fralda por mais de 72 horas.

Existem sinais mais sutis que também podem indicar que algo não anda bem, por exemplo, que mantenha as suas mãozinhas fechadas e apertadas por muito tempo ou que tenha períodos de choro que se prolongam muito, ainda quando as suas necessidades básicas (como alimento, troca de fralda e sono suficiente) estão satisfeitas.

Que coisas incomodam meu bebê

Se o seu bebê apresenta algumas destas condições de maneira muito intensa ou várias vezes por dia, consulte imediatamente o seu pediatra. Não fique com nenhuma dúvida durante a sua próxima visita ao médico e faça todas as perguntas que precisa fazer, lembre-se que ele é a pessoa mais indicada para assessorar e ajudar você para que o seu bebê esteja sempre saudável.