Meditação para uma gravidez saudável e feliz

Meditação na gravidez

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Sábado 4 Janeiro, 2020 // #gravidez, #exercicio, #gestacao, #estimulacao, #maternidade

Agora vale a pena que você considere praticar a meditação para grávidas, inclusive se nunca a praticou antes. Além dos numerosos benefícios que traz para a sua saúde e para a do seu bebê, esta prática não tem efeitos secundários ou resultados negativos durante a gravidez. Como dizem por aí, “não custa nada tentar”.


O tempo para a meditação

Destine um tempo para meditar. Nas nossas ocupadas vidas sempre há algo à fazer, uma ligação ou um prazo para cumprir, dar prioridade à meditação e aos outros aspectos do autocuidado é vital para obter a maior quantidade  de benefícios possível.

Uma das grandes vantagens da meditação durante a gravidez, é que você não necessita ser uma especialista. Num mundo competitivo, todos tendem a evitar situações nas quais não se sentem perfeitos. Entretanto, na meditação ninguém julgará o seu rendimento.

Benefícios da meditação durante a gravidez para os bebês

Existem muitas afirmações sobre os efeitos positivos que a meditação tem durante a gravidez para os bebês, porém, ainda não existe evidência científica que valide estas afirmações.


Tenha a mente aberta com relação às declarações que informam sobre a diminuição de anomalias e complicações no nascimento, por causa da meditação durante a gravidez. Geralmente existe uma razão detrás da afirmação “muito bom para ser verdade”.

O seu bebê se beneficiará da sua tranquilidade. Os hormônios maternos do estresse passam pela barreira placentária e, ainda que em geral, não há efeitos nocivos, a menos que os níveis forem consistentemente altos, há benefícios mútuos derivados da meditação durante a gravidez.


A conexão emocional e o vínculo podem melhorar através da meditação durante a gravidez. Encontrar tempo apenas para se sentar, refletir, se concentrar e se conectar com o seu bebê em um dia atarefado, sem dúvida lhe trará alegria.

Meditação durante o segundo trimestre de gravidez

Este é o momento de brilhar para muitas mulheres grávidas. Os dias de náuseas e esgotamento passaram e é provável que você se sinta muito mais positiva.


Utilize este tempo para visualizar o crescimento do seu bebê, o seu aumento de peso e os seus movimentos. Imagine o seu rosto, imagine a sua experiência no mundo aquoso, coloque as suas mãos sobre a sua barriga e tente sentir as suas extremidades, fale tranquilamente com o seu bebê ou simplesmente envie-lhe pequenas mensagens mentais.


Este é o trimestre no qual, por primeira vez, você sentirá o seu bebê em movimento. Para as mulheres que já tiveram um bebê, isto ocorrerá ao redor da semana 15, e para as de primeira viagem isto pode acontecer perto da semana 18. Para obter mais detalhes sobre o segundo trimestre de gravidez, consulte aqui.

Conselhos para realizar meditação para grávidas

  • Encontre uma posição, sentada ou deitada, que for cômoda para você. Primeiro, certifique-se de ir ao banheiro e de beber água, não há nada como o mal-estar físico para atrapalhar uma sessão de meditação.
  • Desconecte o seu telefone e ponha o seu celular em silêncio. Este é um momento unicamente para você e o seu bebê, o resto do mundo terá que esperar por você durante a próxima meia hora.
  • Tente destinar este tempo na mesma hora de cada dia. Isto ajudará você a manter um padrão regular e evitará que outras tarefas a envolvam e se apoderem desde tempo.
  • Encontre um lugar tranquilo e livre de distrações. Estabeleça uma área de descanso ou um lugar onde você possa se deitar e estar muito cômoda. Lembre-se, o objetivo da meditação não é dormir, mas chegar a um estado de relaxamento profundo e de paz.
  • Assegure-se de que o quarto que você escolher esteja bem ventilado e esteja numa temperatura agradável, é pouco provável que você atinja todos os benefícios se estiver tremendo ou suando.
  • Prove diferentes posturas, deitada ou sentada, você perceberá que algumas posições são melhores que outras, dependendo da etapa da sua gravidez e dos seus sintomas.
  • É conveniente que o seu lugar de meditação esteja longe de distrações como a televisão, o rádio, computadores e telefones. Isto é muito importante para não ser interrompida.
  • Seja paciente quando você estiver aprendendo a meditar. Como qualquer coisa nova, acostumar-se pode levar algumas semanas.
  • Não se esforce em tentar afastar todos os pensamentos da sua mente, se voltarem, deixe-os entrar na sua consciência e deixe-os sair com a mesma facilidade. Fugir das preocupações só criará mais tensão e estresse.
  • Não pense que você deve explicações para a sua família e amigos. Algumas pessoas são receptivas em relação à meditação e outras a veem como um sonho hippie, “aos que lhes importa, não necessitam explicação e aos que não, não importam”, assim, faça o que acha correto para você e o seu bebê.
  • Considere meditar com uma amiga ou talvez outra mãe grávida. Poderiam procurar um tutor de meditação ou um médico para que as guie e dividir o custo.
  • Sentir que você está em um estado de relaxamento pode levar um tempo assim que não se estresse, a prática leva à perfeição.
  • É possível que quando você estiver meditando, sinta que o seu bebê se mexa. Em um dia agitado, esta pode ser a primeira vez na que você seja realmente consciente dos movimentos do seu bebê. Coloque a sua mão sobre a sua barriga e tente sentir a conexão entre o seu cérebro, a sua mão e o seu bebê.
  • Feche os olhos durante as suas sessões de meditação, isto ajudará a bloquear qualquer estímulo externo e minimizar as distrações.
  • Considere descarregar aplicações de ioga ou comprar algum CD ou DVD, use os seus fones e siga as instruções.
  • Evite meditar depois de uma comilança, é provável que fique cansada. Igualmente, evite meditar quando estiver muito cansada, com fome ou com sede ou estiver distraída por algo urgente.