Dor na cintura na gravidez

Descubra a rotina que a “apoiará” durante a gravidez.

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 7 Outubro, 2020 // #exercicio, #saude

Estar grávida já não é como antes, hoje vivemos em uma época na qual ao invés de nos limitar a seguir as recomendações, o universo a seu redor conspira contra.

É, justamente sobre esse assunto que iremos tratar neste artigo. Conheça hábitos saudáveis que irão ajudar a melhorar o seu desempenho à nível físico e mental nas atividades do dia a dia. Mulher, grávida, trabalhadora, companheira, irmã, amiga, filha… descubra como seguir cumprindo com todos os seus papéis com classe e disposição.

Quase 75% das grávidas sofrem com dores nas costas, isto se deve ao crescimento repentino do útero e às alterações hormonais. À medida que o bebê cresce e aumenta de tamanho, dificulta para os seus músculos a realização da função de estabilizar as articulações das costas e da pélvis; isto somado à produção de estrógenos e relaxina, provocará dores pélvicas e nas costas, que, felizmente podem ser aliviadas com a prática de exercícios para fortalecê-las.

Entre os exercícios mais conhecidos, estão os do assoalho pélvico, os quais não apenas a ajudarão a reduzir a dor nas costas, mas, também, a fortalecer os seus músculos pélvicos, os quais estão relacionados com a incontinência urinária. Por essa razão, vamos começar, com a ajuda de um tapete para exercícios inicie a série a seguir:

Exercícios de Borboletas

Este simples exercício abre a pélvis e mantém a parte inferior das costas flexível. Você pode praticá-lo durante todas as etapas da sua gravidez. Para isso, você deve sentar-se no chão e juntar as plantas dos pés.

Exercício de Ponte

Para realizar este segundo exercício, você deve deitar-se de costas, com os joelhos dobradas e os pés planos sobre o chão, separados à altura dos quadris.

Inclinações pélvicas

Este exercício é muito suave e pode ser feito, inclusive, quando o médico tiver recomendado repouso. Consiste em deitar-se de barriga para cima, com os pés no chão e os joelhos dobrados. As mãos devem ir junto dos quadris, em forma de âncoras bem firmes.

Inclinações para frente

Para compensar todo o tempo que você está deitada cada dia é importante que você se incline para frente, seja apoiando-se nos móveis, mesas ou pessoas, tudo funciona.

Exercício do assoalho pélvico

Este último exercício do assoalho pélvico fortalece os músculos. Para realizá-lo você deve deitar-se sobre as suas costas com os joelhos dobrados e os pés planos sobre a superfície. Em seguida, inale contraindo o seu assoalho pélvico enquanto levanta os quadris. Segure o ar por uns dez segundos e baixe os quadris enquanto solta o assoalho pélvico


Mantenha a postura correta ao sentar-se

Também, há várias dicas que não necessariamente são exercícios e que a ajudarão muito. Por exemplo, evite sentar-se por longas horas e procure manter as costas retas, apoiando-se com uma pequena almofada.

A body of water with grassy area in front of a lake Description automatically generated

Outra pergunta que, com certeza, passará pela sua cabeça é se você pode dirigir, e sim, sim pode, mas tomando as devidas precauções como usar o cinto de segurança tendo cuidado que a parte superior do cinto fique entre a sua barriga e o seu peito e, a parte inferior, entre a sua pélvis e a sua barriga. Também, tenha cuidado com a maneira na qual você se senta, pelo menos a 25 cm do volante e com o encosto totalmente reto. Você poderá viajar sozinha até o sexto mês, daí para frente, é melhor que esteja acompanhada.

Exercite a mente com frequência

E, por último, e para deixar você mais tranquila na hora de se exercitar, um conselho para melhorar o rendimento do seu cérebro. Sim, este órgão também sofre alterações durante a gravidez, que se refletem em esquecimentos que provavelmente você já tenha percebido. Para compensar, realize estas ações, que nos ajudaram muito:

  1. Durma bem e tente se deitar com uma postura adequada;
  2. Faça palavras cruzadas, sudokus e sopas de letras que mantenham a sua mente ativa;
  3. Organize as suas tarefas, não pense em tudo o que você tem que fazer, enfoque-se e faça uma por uma;
  4. Tenha um lugar fixo para os seus objetos pessoais, assim você evitará perdê-los;
  5. Use uma agenda ou lembretes para que não esquecer dos seus compromissos.

Não se esqueça de comunicar tudo o que está sentindo ao seu médico e de se manter ativa física e mentalmente. Uma mulher grávida não precisa ficar o tempo todo em casa, você pode fazer de tudo, acredite!