Exposição de varicela na gravidez

Catapora durante a gravidez

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 20 Maio, 2020 // #gravidez, #cuidados, #bebe

Trata-se de uma infecção que, durante a gestação, pode ocasionar complicações graves tanto na mãe como no recém-nascido. A catapora na gravidez é comum, mas você não tem que preocupar-se, desde uns anos existe una vacina que pode evitá-la.


A catapora é uma infecção típica da infância, muito contagiosa e que gera imunidade para a vida inteira. Calcula-se que menos de 10% das pessoas chegam à idade adulta sem tê-la tido. Se você não se lembra de ter tido catapora, pode fazer um exame de sangue para ter certeza.

Como acontece o contagio da catapora na gravidez

A catapora pode interferir no progresso normal da gravidez, o que representa um risco de complicações para a grávida e para o recém-nascido. Nas primeiras 20 semanas de gestação existe um risco de 1 a 2% de que ocorram malformações congênitas. O periparto (cinco dias antes e dois depois do parto) pode ser responsável por um quadro de catapora grave no recém-nascido, se não for tratado.


Se uma mulher grávida entrar em contato com alguém com catapora, deve ser estabelecido o seu estado imunitário em relação a esta infecção, o que representa uma urgência médica. As grávidas suscetíveis, principalmente na primeira metade da gravidez e, os recém-nascidos cujas mães estiveram com catapora durante o periparto, devem receber gamaglobulina endovenosa, dentro dos primeiros dias posteriores ao contato, para evitar a doença.

Se o recém-nascido tiver contato com algum doente com catapora (um irmão, por exemplo), o estado imunitário materno prediz o risco do bebê. Se a mãe esteve com catapora, o recém-nascido está protegido graças aos anticorpos que foi transferido durante a gravidez e não será necessário tomar nenhuma medida preventiva em especial.


A vacina contra catapora na gravidez

Faz mais de 10 anos que existe uma vacina contra a catapora, elaborada com vírus vivos atenuados, que pode evitar muitas destas complicações. Antes da gravidez, é importante que a mulher saiba o seu risco ou imunidade em relação à catapora. Aquelas que forem suscetíveis, devem se vacinar pelo menos um mês antes de ficar grávidas.


A vacinação das pessoas próximas suscetíveis é a forma mais eficaz de proteção. Se a grávida mora com alguém com possibilidades de contrair catapora, essa pessoa também deverá tomar a vacina assim que o bebê nascer, preferivelmente antes da alta do hospital. Esta vacina é considerada segura, mesmo para as mães que amamentam aos seus bebês.