Contra-indicações em massagens para Grávidas

massagens na gestação

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 20 Maio, 2020 // #gestacao, #cuidados, #bebe

A partir do segundo trimestre de gravidez, você pode recorrer às massagens para grávidas. Mas, a pergunta é: faz mal receber massagens na gravidez? A resposta é não. As massagens podem ajudar a uma boa circulação e a baixar os níveis de ansiedade, além de se converter em mimos para o bebê e para a futura mãe.


Se você está ansiosa, sentindo a barriga pesada, está cansada e sente as pernas pesadas, o melhor é fazer uma sessão de massagens para grávidas. São ideais porque não afetam a sua gravidez ou o seu bebê e, ajudam a melhorar a circulação sanguínea, que tanto se prejudica durante estes meses. Também são excelentes para reduzir o estresse e os nervos normais de qualquer mãe de primeira viagem.


Antes de qualquer coisa, é bom que você consulte o seu obstetra, para saber se existe algum inconveniente na hora de curtir uma relaxante sessão de massagens. Durante o primeiro trimestre de gravidez as massagens não são recomendadas. Ao contrário, no segundo e no terceiro trimestre, quando já se percebe a barriga e, se a sua gravidez é normal, não há problema em aproveitar de uma boa massagem.

Faz mal receber massagem na gravidez?

O principal é escolher um profissional especializado, que tenha experiência em massagens deste tipo. Normalmente, são usados uns pequenos travesseiros, para que você se sinta mais cômoda na maca e pode ser melhor se você deitar de lado, para não pressionar o bebê e facilitar a circulação. As técnicas mais prazerosas e efetivas são a reflexologia (nos pés), a drenagem linfática e a massagem descontraturante, entre outras opções que você pode escolher.

Por que as massagens para as grávidas são tão boas?

Os benefícios são múltiplos:

  • São descontraturantes;
  • Acalmam as cãibras típicas da gravidez;
  • Reduzem a tensão muscular;
  • Ajudam a reduzir o cansaço e a eliminar a ansiedade.

A drenagem linfática, em especial, é ideal para combater e prevenir as varizes e a celulite. Além disso, ajudam contra a prisão de ventre, outro problema que normalmente afetam as grávidas. Em síntese, uma carícia para você e o seu bebê.


Antes que recorrer a qualquer tipo de massagem, pergunte ao seu médico se você está em condições de fazê-lo. Ele deve ser o seu guia na hora de escolher o melhor para você e o seu bebê.