O que é pré-eclâmpsia

PREECLAMPSIA: Tudo que você precisa saber

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 20 Maio, 2020 // #cuidados, #gestacao, #saude

PRÉ-ECLÂMPSIA: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Detectar causas e sintomas a tempo

A pré-eclâmpsia é uma doença grave que pode afetar a mãe e seu bebê e afeta cerca de 7% das gravidezes. Esta condição geralmente ocorre durante a segunda metade da gravidez, após a semana 20, e é caracterizada por pressão alta e sinais de danos em outro sistema de órgãos, mais frequentemente o fígado e os rins.

A pré-eclâmpsia tem o efeito de reduzir o fluxo sanguíneo para a placenta. Se o bebê não receber nutrientes e oxigênio suficientes pela placenta, o crescimento é prejudicado.

Esta complicação é um assunto sério, pois pode desencadear complicações graves, até mesmo fatais para você e seu bebê. De fato, se a pré-eclâmpsia não for detectada a tempo, ela pode ser transformada em eclâmpsia. A eclampsia é uma doença grave que, em alguns casos raros, pode ser fatal. É por isto que é muito importante que você esteja bem informada sobre o que é, quais são as causas e sintomas, como tratá-la e como evitá-la.

Quais são as causas da pré-eclâmpsia?

Embora a causa exata da pré-eclâmpsia ainda não tenha sido determinada com precisão, as principais causas estão relacionadas ao mau desenvolvimento dos vasos sanguíneos durante a gravidez, o que limita a quantidade de sangue que pode fluir por eles. Da mesma forma, certas hipóteses afirmam que existe maior risco de apresentar pré-eclâmpsia se:

A screenshot of a cell phone

            Description automatically generated

Algumas causas:

  1. Você é mãe pela primeira vez.
  2. Sua mãe ou irmã foram diagnosticadas com pré-eclâmpsia.
  3. Você já sofreu de pré-eclâmpsia em gravidez anterior.
  4. Você tem mais de 40 anos.
  5. Seu Índice de Massa Corporal (IMC) antes da gravidez era maior de 30.
  6. É uma gravidez múltipla.

Quais são os sintomas que você deve detectar a tempo?

Sobre os sintomas, você deve saber que às vezes a pré-eclâmpsia é silenciosa. A pré-eclâmpsia precisa de tratamento imediato, por isto é essencial que saiba detectar os sintomas a tempo e monitore sua pressão arterial com frequência para notar qualquer sinal de alerta.

Preste atenção e contate imediatamente o seu médico se tiver algum dos seguintes sintomas:

  • Edema, inchaço nas mãos, rosto ou pés;
  • Pressão arterial elevada;
  • Excesso de proteína na urina ou outros sinais de problemas renais, que são detectados com testes médicos;
  • Dores de cabeça intensas;
  • Alterações na visão, incluindo perda temporária de visão, visão turva ou sensibilidade à luz;
  • Dor na parte superior do abdômen, geralmente sob as costelas;
  • Náuseas ou vômitos;
  • Menos produção de urina;
  • Níveis mais baixos de plaquetas no sangue;
  • Função hepática prejudicada, que é identificada por um exame de sangue;
  • Falta de ar causada pela presença de fluido nos pulmões.

Seu médico irá realizar uma variedade de exames para diagnosticar a pré-eclâmpsia, então você deve estar em constante monitoramento e fazer os testes de rotina relevantes.