Episiotomia cuidados de enfermagem

Episiotomia

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 20 Maio, 2020 // #parto, #bebe, #cuidados

O que é a episiotomia? É realizada em todos os partos? Trará complicações durante o pós-parto? Com certeza, você já se fez estas e muitas outras perguntas à medida que se aproxima o momento de dar à luz. Você não deve ser preocupar, é um procedimento normal que, se o médico considerar necessário, na hora do trabalho de parto o fará.

Talvez você se pergunte, como tantas outras mulheres, como é possível que o seu bebê possa passar por um canal tão pequeno como a sua vagina. A resposta tem haver com o maravilhoso que é o corpo humano e os sábios mecanismos da natureza.

No momento do parto os tecidos da sua vagina se dilatarão naturalmente, para permitir que o seu bebê nasça. Além disso, o seu médico tomará precauções para que você não sofra nenhuma laceração, produzida pela força que o seu bebê realiza ao sair.

Entretanto, algumas vezes estes procedimentos não são suficientes e, por isso, toma-se a decisão de realizar uma episiotomia.

O que é a episiotomia?

A episiotomia é um pequeno corte na parte inferior da vagina, chamada períneo, que é realizada durante o parto para evitar que seja produzida uma laceração nesta zona, o que poderia trazer alguns incômodos logo depois do parto.

Quando uma episiotomia é necessária?

Isto se realizará caso você não tenha suficiente dilatação ou que o seu bebê deva nascer antes que termine esta fase do parto. Este pequeníssimo corte é realizado utilizando anestesia local e, logo depois do parto, o seu médico dará uns poucos pontos para suturá-lo e ajudar na sua cicatrização.

Como muitas outras coisas na medicina, houve uma época na qual isto era realizado em todos os partos, na atualidade só é realizado se for necessário para prevenir lacerações.