O que é menos arriscado parto natural ou cesariana?

Qual o tipo de parto mais adequado para você e seu bebê

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 20 Maio, 2020 // #gestacao, #estagios, #bebe, #parto

A gravidez de múltiplos pode ser bem diferente de uma gestação única porque a sobrecarga para o corpo da mulher é muito maior. Complicações também são mais frequentes nesse tipo de gravidez e as chances de cesária aumentam. A decisão pela cesária depende de vários fatores, como por exemplo a posição do feto; e sim, o parto normal ainda é uma das alternativas.

Parto normal ou Cesária?

A escolha do parto cesária ou vaginal depende de vários fatores, além é claro, da posição dos bebês, que devem estar de ponta-cabeça, o procedimento vai depender de outros fatores:

  • Processo de evolução da gravidez;
  • Fase da gestação em que o trabalho de parto se inicia — o parto prematuro, aquele que ocorre ao menos três semanas antes da data prevista, deve ser feito por cesária;
  • O estado de saúde de mãe e bebês.

Conhecendo o processo de pré-parto

Os gêmeos bivitelinos — quase sempre são formados em placentas diferentes e não dividem o saco amniótico — caso ambos estejam de cabeça para baixo, e, na ausência de outras complicações, nascem de parto normal.

Entretanto, no caso dos gêmeos univitelinos — dividem a mesma placenta —, menos da metade encontram-se de ponta-cabeça na hora do parto, é frequente que estejam em deitados no abdômen posição transversalou até sentados (posição podálica). Nessas situações, é necessário fazer uma cesárea. No caso de trigêmeos ou mais, aumentam as probabilidades da cesária.