O poder do toque para a saúde emocional do seu filho - Mais Abraços
  • Frete grátis acima de R$150 (Sul e Sudeste)
  • Pague em até 3X no cartão de crédito(acima de 150 reais)
  • Minha Conta
  • Meu chá
  • Assinatura

O poder do toque para a saúde emocional do seu filho

Há algo especial no momento em que uma mãe abraça seu bebê pela primeira vez. O jeito que ela toca e acaricia o seu rosto, olha em seus olhos e beija sua cabeça. A partir deste instante, todas as suas decisões sempre serão tomadas em busca do melhor para ele.

Aconchegar o bebê nos braços é, sem dúvida, uma das principais formas – além de instintiva e muito prazerosa – de fazer bem a ele. Sim, esqueça os conselhos dos familiares e amigos que insistem em dizer que colo estraga. Nada disso! A biblioteca científica está repleta de estudos que comprovam a eficácia do afeto para criar um adulto equilibrado emocionalmente.

Uma pesquisa da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, mostrou que carinho e estímulos maternos ajudam o cérebro da criança a aumentar de tamanho. Após acompanhar por imagens a evolução neurológica de 127 crianças em idade pré-escolar, os cientistas descobriram que a interação entre mãe e filho nos primeiros meses ajuda a dobrar o tamanho do hipocampo, região do cérebro associada ao aprendizado, à memória e à regulação das emoções.

Primeiro sentido

O toque, aliás, é o primeiro dos sentidos que se desenvolve, antes mesmo da audição ou da visão. Na 6ª semana de gestação, o feto já sente o contato com o líquido amniótico nas regiões que formarão os lábios e o nariz e, com 12 semanas, pelo corpo todo. “O toque é tão importante que alguns consideram a pele como sendo o sistema nervoso externo”, explica a enfermeira Lynn Erdman, membro da Associação de Enfermeiras de Saúde da Mulher, Obstétricas e Neonatais, em Washington, nos Estados Unidos. As experiências de tocar e ser tocado são importantes não só para desenvolver as habilidades táteis e motoras, mas também pelo bem-estar emocional.

Outro estudo, publicado na revista científica Pediatrics, mostrou uma série de benefícios para os bebês que receberam o método canguru, também chamado de pele a pele. Os pesquisadores observaram 716 participantes e os compararam com outro grupo que não teve esse tipo de contato no início da vida. Após 20 anos, os adultos que receberam o método canguru quando recém-nascidos demonstraram QI mais alto do que os que não tiveram. Eles também apresentaram áreas significativamente maiores de matéria cinzenta e aumento da maturação no córtex cerebral. Socialmente, quando crianças, esses participantes mostraram hiperatividade e agressividade reduzidas, menos faltas na escola e, já adultos, salários maiores.

Aumento de neurônios

De acordo como neurologista infantil Antonio Carlos de Farias, do Hospital Pequeno Príncipe (PR), os estudos documentam o que os especialistas observam na prática. “Na infância, são muitas as janelas de oportunidade, ou seja, períodos mais propícios à aprendizagem e ao desenvolvimento. Interações de qualidade e com afeto nessa fase provocam o aumento de neurônios e da conexão entre eles, deixando o cérebro maior e mais afiado”, explica.

“A ciência comprova que os primeiros mil dias de um bebê são cruciais para o desenvolvimento do cérebro. As experiências que a criança tem durante a infância moldam a estrutura cerebral, que é a base de todo o aprendizado e saúde no futuro. Uma fundação fraca compromete a estrutura e a qualidade de uma casa. Do mesmo modo, experiências negativas durante a infância podem enfraquecer a estrutura cerebral e levar a efeitos desfavoráveis que duram até a vida adulta”, esclarece a professora Silvia Marina Anaruma, especialista em psicologia e educação do departamento de Educação do Instituto de Biociências da Unesp de Rio Claro.

Como pai e mãe, você sabe bem que o carinho cabe em qualquer momento do dia, mas que tal incrementar os momentos de afeto na sua rotina? Veja como:

- Antes de dormir, deite ao lado de seu filho, apague as luzes e coloque uma música tranquila. Passe a mão delicadamente pelo seu rosto, pelas sobrancelhas, pelo nariz e pelas bochechas
- Após o banho, aproveite para pentear os cabelos, passar hidratante e fazer uma carícia gostosa nos pezinhos
- Leia para ele. A dica é básica, mas conta muito! Crie um clima especial para a hora da leitura, seja um cantinho com almofadas no chão ou uma luz mais baixa. Tente interpretar a história, com tons de voz diferentes para cada personagem para estimular a imaginação
- Faça uma massagem. O toque das mãos na pele do bebê é uma ótima forma de dar carinho. A massagem acalma, relaxa, alivia as cólicas, regula o sono e transmite segurança.

Buscar