Comportamentos agressivos ou violentos em bebês

Por que meu bebê é menos amigável do que os outros?

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Terça-feira 20 Outubro, 2020 // #cuidados, #desenvolvimento, #dicas

POR QUE MEU FILHO É MENOS AMIGÁVEL QUE OS DEMAIS?

Todos os bebês são fofos quando pequenos, mas alguns mudam de temperamento à medida que crescem. Isto é totalmente normal, uma vez que fatores ambientais e sociais estão formando seu caráter e dando forma à sua personalidade, que será única.

 

Condustas negativas en los niños

Na maioria das vezes, os traços que seu pequen@ manifestará serão totalmente normais, mas há casos em que deve prestar atenção especial, como se você começasse a notar uma personalidade hostil, que nunca deveria ser encorajada, mas corrigida. A primeira etapa é entender o que pode causar esses comportamentos: 

  1. Sua superproteção pode fazer com que seu filh@ sinta a frustração manifestada por meio de comportamentos negativos. Pensando nisto, é aconselhável dar um pouco de espaço ao seu bebê e deixá-lo ser mais independente, avaliando suas conquistas e adaptando rotinas às suas novas habilidades;
  2. A demanda excessiva também pode influenciar seu filh@ a ser hostil. A solução é estar atento às habilidades que seu bebê deve desenvolver de acordo com sua idade e apoiá-lo com paciência, caso tenha dificuldade de fazer ou parar de fazer qualquer coisa;
  3. Querer chamar a atenção também pode ser uma razão para seu comportamento negativo. Para identificá-lo, devemos responder às seguintes questões: Ele nos atinge quando não estamos prestando atenção nele? Estamos gastando tempo suficiente todos os dias? Mostramos alegría com suas realizações?;
  4. Um motivo complexo, mas real, está relacionado ao modo como seu filho vive em casa ou nos lugares onde passa a maior parte do tempo. Portanto, devemos estar atentos às cenas a que seu filh@ é expost@, seja por meio de discussões em família ou pelo conteúdo que ele assiste na televisão;
  5. A causa mais comum está relacionada ao desejo que seu filho tem de experimentar. Você só pode querer saber o que acontece se bater, gritar ou puxar alguma coisa, o importante é não alimentar estes comportamentos. Basta optar por dizer a ele, com calma, que isso não deve ser feito. A neutralidade de suas reações diminuirá o interesse dele em se comportar dessa maneira.

Como pode ver, a família é uma grande influência no desenvolvimento da personalidade das crianças. Por isto, você deve prestar atenção na forma como seu filh@ interage com as pessoas ao seu redor na maior parte do tempo.

A agressão é uma emoção inevitável, mas pode ser canalizada. Nunca devemos encorajar a violência como forma de manifestação – algo muito comum nas gerações passadas. Devemos sempre escolher alternativas para canalizar comportamentos hostis de forma positiva: jogar, praticar esportes ou se comunicar.

Seu exemplo também será fundamental nesta parte de seu desenvolvimento. Não se esqueça disto. Amor e paciência serão seus aliados para identificar a causa pela qual seu filho está se manifestando de forma negativa. Lembre-se de consultar o seu pediatra, em caso de dúvidas.