Mãe sorri enquanto toca o seu rosto no de seu filho

Como lidar com opiniões sobre a criação do seu bebê

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Sábado 4 Janeiro, 2020 // #maternidade, #crianca, #filhos, #emocoes

Temos duas notícias para você: a não tão boa é que as opiniões não pedidas, sobre a criação dos seus filhos e a maternidade, continuarão por muitos e muitos anos mais; a boa é que é possível lidar com elas sem perder a cabeça. A seguir daremos 4 conselhos que poderão ajudar você:

Aproveite o aprendizado

Nenhuma mulher nasce sabendo como ser mãe. E a realidade é que por mais que leiamos, pesquisemos e perguntemos, é algo que todas aprendemos no processo. Sendo assim, não se preocupe se não tiver todas as respostas e esqueça-se do mito da mãe perfeita, focando em cuidar de você mesma e em aproveitar a sua maternidade, uma das experiências mais incríveis que a vida pode dar a você.

Evite as comparações

Todas as mães são diferentes, cada filho é único e cada perspectiva do mundo também. Assim como é essencial evitar comparar o progresso do seu bebê com o progresso dos outros bebês, também é importante evitar comparar-se com outras mães. Lembre-se sempre que a suas necessidades e as do seu bebê são únicas, o que talvez funcione para outras famílias não necessariamente é o melhor para você.

Manter a calma quando as opiniões são sobre o seu bebê

Não leve a mal todas as opiniões

Como mães vamos escutar, muito frequentemente, as opiniões das outras pessoas em relação à maneira em que escolhemos criar aos nossos filhos. Às vezes é asfixiante escutar todas essas opiniões, sobretudo quando se convertem em críticas pouco construtivas. Se algo a incomoda ou sente que não contribui em nada, diga com franqueza, mas também não se feche por completo para escutar aos outros. Às vezes podemos aprender muito com a experiência das outras mães.

E, finalmente, nunca duvide de você!

É inevitável sentir que estamos fazendo as coisas mal, e a verdade é que se trata de um pensamento que passa pela cabeça de todas as mães. Mas quando esta ideia cruzar pela sua mente, você deve lembrar uma única coisa: no mundo ninguém conhece melhor o seu bebê mais que você. Em poucas palavras, só você sabe o que é o melhor para ele.