Objetos e brinquedos que os bebês não devem compartilhar

Conheça os objetos que seu filho nunca deve compartilhar.

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 23 Setembro, 2020 // #cuidados, #saude, #estagios

CONHEÇA OS OBJETOS QUE SEU FILHO NUNCA PODERÁ COMPARTILHAR

Os bebês exploram o mundo ao seu redor principalmente por meio da boca e das mãos. Os brinquedos serão essenciais durante os primeiros anos, pois irão ajudá-los a desenvolver as suas diferentes funções motoras, sensitivas e sensoriais, ou seja, são necessários para estimulá-los e entretê-los.

Pensando nisto, devemos garantir que eles sejam mantidos limpos por meio de medidas eficazes de desinfecção e higiene, principalmente se forem crianças menores de 3 anos, pois muitos germes podem ser transmitidos por objetos que são colocados na boca.

Tendo em conta que as mãos e a boca são os seus instrumentos de reconhecimento, devemos estar atentos a todos os elementos que eles utilizam e evitar partilhá-los, pois isto pode favorecer a transmissão de micro-organismos de um bebê para o outro.

Higiene de los objetos y juguetes del bebé

Os objetos que o seu filho não deve compartilhar com ninguém:

  1. Chupeta: Por estar em contato direto com a saliva do bebê, ela pode transportar todos os vírus que podem ser transmitidos por contato direto;
  2. Mamadeira e copos: É o mesmo caso que a chupeta. O bico ou o recipiente do copo estão em contato direto com os germes, bactérias ou vírus presentes na boca, por isto é importante não compartilhar estes objetos e esterilizá-los com frequência. Além disto, pode haver neles vestígios de leite;
  3. Sabonete: O ideal é usar um dispensador com sabonete hipoalergênico, pois o sabonete pode armazenar micro-organismos, como bactérias ou vírus;
  4. Toalha: Cada membro da família deve ter sua própria toalha, pois elas podem ter fungos, germes e vírus, podendo causar conjuntivite ou dermatite;
  5. Cortador de unhas: Como já mencionamos, os bebês descobrem o mundo pelo toque, então algumas bactérias podem ficar presas entre as unhas;
  6. Brinquedos e cobertores: Estes itens são pessoais, mas você pode compartilhá-los com outras crianças. Portanto, eles devem ser mantidos constantemente limpos. Os brinquedos devem ser limpos após cada uso – e os cobertores com frequência, para evitar o acúmulo de bactérias;
  7. Bichos de pelúcia: Os bichinhos de pelúcia, além de possuírem saliva e muco, são um ninho de ácaros. E, embora você não possa evitar que eles entrem em contato com outras crianças, você pode desinfetá-los. Para isto, é aconselhável lavá-los com frequência ou colocá-los no freezer por algumas horas;
  8. Pente: Os pentes podem ter piolhos, por isto é importante que cada membro da família tenha o seu próprio pente;
  9. Chapéus: É o mesmo caso dos pentes. Se uma criança estiver infestada e usar chapéu de outra, provavelmente vai infectá-la;
  10. Escova de dentes: Quando seu filho já tiver alguns dentes, é importante que ele não compartilhe a escova de dentes, não só porque é um hábito anti-higiênico, mas porque entre as cerdas pode haver germes, vestígios de sangue da gengiva e bactérias causadoras de cáries.

Agora que sabe por que seu filho não deve compartilhar estes objetos, não se trata de você correr para desinfetar tudo ou de ficar obcecada em limpar. Basta tirar os restos de baba, partículas de comida e sujeira dos brinquedos e desinfetá-los pelo menos uma vez por semana. Se seu bebê estiver se recuperando de uma doença, desinfete seus brinquedos e objetos para que ele não recaia.

Lembre-se de que é necessário que seu filho desenvolva anticorpos. Além disto, explorar livremente o mundo ao seu redor irá promover seu desenvolvimento psicomotor e habilidades sociais.