Como manter a calma com o choro do bebê

Conselhos para acalmar o seu bebê

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 7 Outubro, 2020 // #bebe, #cuidados

Dicas para acalmar o choro do seu bebê

Durante os três primeiros meses do bebê os pais aprendem a conhecer o choro do seu filho e, com o tempo, identificam o que o bebê quer comunicar. Entretanto, às vezes é necessário um pouco de ajuda para saber o que está acontecendo quando o seu bebê começa a chorar e não consegue se acalmar.

5 conselhos que podem ajudar nessa situação:

  1. Primeiro você deve se fazer 3 perguntas básicas: precisa trocar a fralda? Está com sono? Está com fome? Dizem que, durante as primeiras semanas, os bebês só se dedicam a comer, dormir e sujar as fraldas e isso é muito certo! Assim, muito provavelmente, uma destas perguntas dê a resposta que você está buscando.

Reconhecendo o choro do meu bebê

  1. Se você já comprovou que o choro não está relacionado a nenhuma destas razões, pode ser que o seu bebê esteja pouco agasalhado, ou muito agasalhado! As mãos e os pés do seu bebê podem estar frios, mas isto não indica necessariamente que esteja com frio. Uma boa técnica para descobrir o que está sentindo é tocar a sua barriga: deve estar sempre morna, nem muito fria ou muito quente.
  2. Técnicas que nunca falham:
  • Tente acalmá-lo dando uma chupeta.
  • Envolva-o em uma manta fazendo que fique um pouco apertadinho, isto faz com que ele se sinta protegido.
  • Embale-o nos seus braços, enquanto canta alguma melodia lenta e rítmica.
  • Ponha-o para descansar sobre a sua barriga.
  • Com a ajuda de alguém, use um lençol para balançá-lo lentamente.
  1. Faça uma suave massagem na barriga, no sentido horário. Se ele estiver incômodo por causa de cólicas ou gases, isto o ajudará a sentir alívio.
  2. Não deixe que passe muitas horas sem que receba alimento, se o seu bebê estiver com a barriguinha cheia, o seu coração estará contente!

Esperamos que com estes conselhos você se sinta muito mais tranquila quando o seu bebê chorar. Ainda que estes conselhos possam ser muito úteis, lembre-se que o amor, o carinho e a paciência sempre são o melhor remédio para qualquer mal-estar do seu bebê.