Medicamentos durante a gravidez

O que acontecerá com meus medicamentos atuais?

Kimberly Clark Brand Mais Abraços // Quarta-feira 20 Maio, 2020 // #gravidez, #saude, #segurança

O QUE ACONTECERÁ COM MEUS REMÉDIOS HABITUAIS?

Diga adeus à automedicação

É possível que alguns medicamentos façam parte de sua vida diária, seja por um tratamento específico ou porque você costuma tomá-los com frequência. Seja qual for a sua situação é importante que saiba as consequências de um ou outro, para garantir que consuma apenas os medicamentos que não colocam em risco a saúde do seu bebê.

Como via de regra, durante a gravidez você deve evitar qualquer medicamento sem receita médica. Isto porque a maioria das drogas atravessa a placenta, então você expõe seu bebê a doses de substâncias que podem ser prejudiciais ao seu desenvolvimento. Portanto, basta tomar os medicamentos quando estritamente necessário e apenas sob receita médica.

medicamentos para nauseas na gravidez

Para ilustrar melhor quais medicamentos não são recomendados para consumir durante a gravidez, listamos abaixo:

  • Aspirina e outros analgésicos não esteroides
  • Ansiolíticos e antidepressivos
  • Analgésicos opioides, barbitúricos
  • Protetores da mucosa gástrica
  • Antiespasmódicos/anticonvulsivantes
  • Lítio
  • Diuréticos e anabolizantes
  • Antibióticos como tetraciclinas ou aminoglicosídeos
  • Ácido retinoico
  • Iodo radioativo e metimazol (para problemas da tireoide)
  • Algumas drogas para acne e outros problemas de pele (como isotetrinoína e etetrinato)
  • Quimioterapia oncológica (drogas citostáticas)
  • Hormônios sexuais, tais como progestogênios sintéticos, hormônios androgênicos (masculinizantes) e dietilestilbestrol (DES), um estrogênio sintético
  • Anfetaminas
  • Anticoagulantes, alguns antiarrítmicos e anti-hipertensivos
  • Alguns medicamentos para perda de cabelo

Por outro lado, pode existir o não querer tomar nenhum medicamento pelo medo de machucar seu bebê, mesmo que o médico tenha prescrito. Com relação a este ponto, você deve seguir à letra as indicações do seu médico, neste caso os medicamentos que ele prescreve farão bem ao seu bebê e à sua saúde.

Também pode estar sob algum tratamento por causa de alguma doença ou problema crônico. O médico determinará se deve ou não seguir com o tratamento e poderá considerar outras alternativas. Em outras palavras, consuma apenas os medicamentos que seu médico indicar e da maneira que lhe disser.

Outra dúvida que pode surgir é sobre quando é mais perigoso para o bebê tomar medicamentos. Na verdade, a qualquer momento da gravidez, medicar-se sem receita médica pode colocar em risco a saúde do seu bebê; a única coisa que varia é o tipo de consequência dependendo do trimestre em que você está.

Durante a gravidez é muito importante que antes de consumir qualquer medicamento ou substância química, consulte o seu médico. Nossa recomendação é que você leve isto como um guia preventivo e fique perto do seu médico em qualquer dúvida que você tenha.